Curiosidades,Geek

7 publicações essenciais sobre o Homem de Ferro

3 maio , 2013  


Se você quer conhecer mais sobre a história do personagem, essa é uma lista que vai ajudar bastante.

Por Matheus Gonçalves

Ontem nós publicamos um infográfico com a evolução das armaduras do Homem de Ferro, com datas de lançamentos e os quadrinhos nos quais elas apareceram.

A gente sabe que o Homem de Ferro se tornou muito popular nos cinemas, mas poucas pessoas conhecem de fato suas histórias nas revistas e livros da Marvel, e só conseguem imaginar Tony Stark com o rosto de Robert Downey Jr.

 

IronMan32

 

Se vocês se interessaram pelos quadrinhos e gostariam de conhecer mais sobre o Homem de Ferro, seus brinquedos tecnológicos, seu passado e suas origens, aqui vai uma lista com 7 publicações essenciais sobre o personagem:

 

1) Extremis

 

01_

 

Essa revista foi escrita pelo britânico Warren Ellis, e muita gente diz que foi essa publicação que relançou Iron Man no mercado de quadrinhos. Extremis era um soro feito com nanotecnologia. Um cientista liberou este soro pouco antes de cometer suicídio.

Então um miliciano insano chamado Mallen entra em contato com o soro, e em dado momento, ataca e fere gravemente o Homem de Ferro, que é forçado a injetar em si mesmo o Extremis, o que não só o cura, mas que também lhe dá o poder de controlar mentalmente sua armadura.

Stark consegue então salvar Washington DC das mãos de Mallen. Acho que Extremis é o ponto de partida ideal para leitores do Homem de Ferro, por ter inspirado os três filmes da franquia.

 

2) Iron Man Vs. Iron Monger

 

02__

 

Mais uma inspiração para o primeiro filme. Denny O’Neil coloca Tony Stark contra seu companheiro de armaduras industriais, Obadiah Stane, fazendo o herói passar por seu pior momento. Stane começa a adquirir ações e mais ações da Stark Industrial, e a inabilidade de Stark de evitar esta aquisição comercial faz com que ele tenha uma recaída e volte a sofrer com o abuso de álcool.

Ele chega a dar sua armadura para o amigo James Rhodes e abriu mão de viver socialmente, vivendo praticamente como um mendigo. Rhodey consegue impedir que Stane ponha as mãos na armadura. Mas Stane encontra várias pesquisas e planos de Tony Stark, o que culminou na criação da armadura Iron Monger.

Com ela, Stane derrotou Rhodey (que fazia as vezes do Homem de Ferro). Por esse motivo, Tony teve que sair da depressão para combater Stane. Foi então que ele criou a nova armadura Silver Centurion, com a qual ele derrotou o vilão e conseguiu sua empresa – e sua vida – de volta. Essa publicação é a quintessência do Homem de Ferro.

 

3) The Iron Age

 

03__

 

Você pode estar se perguntando agora: Tá, mas cadê a Year One? Bom, aconselho você buscar isso sob o ponto de vista de Kurt Busiek, que reeditou a história original de Stan Lee, de 1963, mas com muito mais detalhes.

Podemos ver a morte dos pais de Tony Stark, conhecer muitos amigos e outros personagens que se tornaram inimigos mais tarde e o desenvolvimento de muitos de seus demônios pessoais (os que vem em garrafas ou não).

O que é mais legal em “Iron Man Age” é como o escritor incorpora tantas coisas que surgiram nos primeiros quadrinhos do Homem de Ferro, até conceitos de Tales of Suspense, onde o personagem estreou, só que de uma forma mais organizada e moderna.

Basicamente é a melhor forma de conhecer o Homem de Ferro em sua original armadura dourada.

 

4) Demon in a Bottle

 

04__

 

E por falar em demônios, nenhum fã de Homem de Ferro pode deixar de ter esta revista em sua coleção.

É o enredo mais famoso, que aborda seu vício em bebidas e sua recuperação. Embora esteja recheado de super vilões, o principal inimigo de Stark é evidentemente o álcool.

Isso desfigura completamente Tony Stark, que chega a matar acidentalmente um embaixador. Este problema “humanizou” o herói, tornando ele um dos personagens mais acessíveis da Marvel.

Os escritores David Michelinie e Bob Layton fizeram um excelente trabalho.

 

5) Armor Wars

 

05__

 

Novamente David Michelinie e Bob Layton trabalharam juntos, agora para escrever uma continuação chamada “Armor Wars”, que pode ser a publicação mais divertida da franquia.

O espião Spymaster roubou algumas das tecnologias de Tony Stark, e vendeu para todos os vilões da Marvel que ele encontrou pela frente.

O resultado? Incontáveis bandidos vestindo armaduras tão poderosas quanto às do Homem de Ferro.

Mais uma vez uma invenção de Tony Stark estava sendo usada para matar inocentes, e o herói leva a parada para o pessoal.

No modo agressive, Stark resolve destruí-los, um a um.

“Armor Wars” não tem o fator dramático que encontramos em “Demon in a Bottle”, mas o que falta deste tipo de apelo, sobra em ação. É minha publicação favorita de Homem de Ferro.

 

6) Doomquest

 

06__

 

“Doomquest” pode ser uma sequência difícil de se explicar: Tentando evitar a venda de suas tecnologias para o fictício Reino de Latveria, o Homem de Ferro e Dr. Doom são mandados de volta no tempo para a Inglaterra medieval, onde Tony Stark se une ao Rei Arthur enquanto Doctor Doom junta forças com a feiticeira Morgan Le Fay, que cria uma armadura feita de Cavaleiros Mortos Vivos para atacar Camelot.

Sim, eu sei, soa galhofa, e de fato é um pouco, mas assistir um combate entre as duas armaduras titanicas do universo Marvel, o bem e o mal, é espetacular seja onde for.

Além disso, Doctor Doom se torna um inimigo muito mais cruel para o Homem de Ferro que ele fora para o Quarteto Fantástico.

Ah, a versão de capa dura também inclui um follow-up, no qual o Homem de Ferro e Dr Doom são enviados para o futuro pelo mago Merlin, para defender o renascido Rei Arthur de um filho do Tony Stark, que se tornou um vilão, e de uma versão cyborg do Dr. Doom.

Totalmente maluco, mas absurdamente divertido. =)

 

7) The Mask in the Iron Man

 

07__

 

Tony Stark já lutou contra super vilões, alienígenas, feiticeiros, e até mesmo contra a birita. Nesta obra escrita por Joe Quesada, o Homem de Ferro vai lutar contra seu pior inimigo: Sua própria armadura!

A inteligência artificial por trás da tecnologia das armaduras cria uma consciência própria, e tenta destruir a vida de Tony Stark de todas as formas possíveis.

Além de possibilitar uma ótima leitura, “The Mask in the Iron Man” é praticamente uma história de Frankenstein, que explora o que de fato a armadura significa para Tony Stark, tanto como uma arma para combater bandidos, como uma forma de manter as outras pessoas mais distante.

 

[via io9]

 


, , , , , , , , , , , , , , , , ,


Send this to friend