Curiosidades

Morando nos Estados Unidos: vamos falar de futebol?

28 mar , 2016  


Morando nos Estados Unidos: o futebol nunca esteve tão popular quanto hoje em dia. Mas ainda assim, difere muito do Brasil. Entenda…

Por Matheus Gonçalves

Dando sequência à nossa série “Morando nos Estados Unidos“, hoje vou falar sobre como o futebol se tornou paixão nacional na terra do Obama e dar uma pincelada nas principais diferenças entre como nós brasileiros enxergamos o esporte e como os americanos lidam com ele.

Pra ilustrar este texto, vamos tornar a coisa mais visual. Começando por essa foto das chamadas Três Marias, três quadras de futebol de salão numa famosa área de lazer do Parque CECAP, em Guarulhos, que foi onde eu cresci e aprendi a jogar futebol. Essa foto é de 2015, mas poderia ser de 1987, não mudou nada.

 

10995425_10153721305529638_800571723151836481_o

 

Não preciso dizer que essa imagem é bem comum em quase todos os bairros espalhados pelo Brasil afora, certo? Pois bem.

E agora, algumas imagens bem comuns nos EUA:

 

soccerus05

soccerus04

soccerus03

soccerus02

soccerus01

 

Notaram o padrão? Crianças uniformizadas, organizadas, em ligas infantis com supervisão dos pais, juízes e treinadores voluntários. Nada disso é ruim, é bom que fique claro logo de cara. Mas tudo isso é pago. E não é barato.

Praticamente não existe isso de crianças irem por si só para áreas comuns e públicas, com uma bola debaixo do braço e jogar. Para que seus filhos pratiquem futebol, as soccer moms, ou mamães do futebol, precisam despender muito tempo para transporte, levar a treinamentos, competições e toda sorte de eventos relacionados, além de gastar muito dinheiro com essas ligas, com quem que as organizam, taxa de participação, vestimenta, chuteira, caneleira e acessórios de segurança. Isso novamente não é ruim, mas é uma barreira. É um fator que limita.

Em raros casos, inclusive, existem crianças que sequer querem estar ali, mas ainda assim jogam pois se trata de uma atividade esportiva obrigatória. Isso não é bacana.

Um destaque que talvez seja a parte mais legal do futebol infantil nos EUA, meninos e meninas jogam JUNTOS, sem restrições por gênero (co-ed soccer). Ainda assim existem algumas outras diferenças primordiais entre o que acontece no Brasil. Por exemplo:

  • No Brasil, o futebol é gratuito pra quem quiser jogar. Uma bola e dois pares de chinelos resolvem.
  • É bem comum encontrar prédios e condomínios com uma quadra de futebol.
  • Em geral não existe isso de soccer mom. Crianças simplesmente vão jogar bola.
  • Ligas pagas, como as americanas, existem em escolinhas de futebol, escolas que custam o olho da cara e centros de treinamento que formam jogadores.
  • Adultos brasileiros pagam para alugar quadras ou campos melhores, mas entre amigos, não obrigatoriamente ligas de futebol amador.
  • Crianças no Brasil jogam simplesmente pelo amor ao esporte. Onde der e como der.
  • Quase toda criança começa jogando futsal em vez de futebol de campo. Isso ajuda a melhorar várias habilidades como dribles, criação de jogadas e controle de bola, justamente por causa do pouco espaço que existe entre os jogadores, além do ritmo intenso que o futebol de quadra imprime. Futsal é quase que desconhecido pelo grande público americano.

Deixa eu dar alguns exemplos de jogadores que começaram no futsal:
 

 

Demais né? E todos eles despontaram para o futebol profissional como ícones da habilidade dos brasileiros. Ficou evidente que essa naturalidade ao se jogar, esse desprendimento, essa possibilidade de jogar a hora que quiser, sem precisar gastar tubos de dinheiro, são trunfos na formação de atletas que ainda não existem na cultura americana do futebol.

Sabe onde isso existe nos Estados Unidos? Em quadras comunitárias de basquete. E o resultado disso?
 

 

E todos eles despontaram para o basquete profissional como ícones da habilidade dos americanos.

Não me entenda mal, o futebol está cada vez mais popular nos Estados Unidos e isso é sensacional. Detalhe, ao contrário do que muitos acreditam, não somente entre latinos. Essa é uma nova paixão mesmo entre americanos brancos, negros, asiáticos e de outras etnias. Veja essas imagens, por exemplo, da torcida do Seattle Sounders:

 

torcidaSounders04

torcidaSounders01

 

Economicamente falando, eles já são uma potência. Aliás, pretendo falar do futebol profissional dos EUA num post futuro, que será mais focado em explicar a estrutura da Major League Soccer (MLS).

De qualquer forma, só morando nos Estados Unidos que fui capaz de perceber que os Americanos adoram futebol. De verdade. Mas a conclusão que chegamos aqui é que, quanto maior o número de crianças jogando por vontade própria, sem limitadores econômicos nem sociais, maiores as chances de se desenvolver futuros atletas promissores.

Mais do que jogar futebol, as crianças americanas precisam começar a SENTIR futebol. Não só pensar. Sentir.


, , , , , , , , ,


  • Jonathan Zanella

    Acho que o maior problema dessa grande organização em cima de esportes é que segrega o negócio. O lado mais positivo de esportes no Brasil é dar chance para crianças que não teriam uma boa perspectiva de futuro.

  • Diego Carlos

    Excelente conteúdo. O futebol é visto como um negócio, mas de qualquer forma acredito que em breve se tornara um dos 3 esportes mais visto nos EUA. Quanto a locação de quadras de futebol society para adultos, como funciona ai nos EUA? tem tido aumento nesse setor?

    • O que não faltam são ligas e mais ligas amadoras que se juntam para alugar quadras e jogar juntos. Eu mesmo jogo em duas.

  • Carlos Alberto Jácomo

    Olá , daqui a alguns anos gostaria de abrir uma empresa que aluga campos de futebol society nos Eua mais especificamente onde tem concentração de latinos. Gostaria de saber umas informações: 1) Esse negocio nos Eua dá certo ? 2) Qual a faixa de preço de um terreno de aproximadamente 7000 m2 ? 3) Eu posso começar cobrando quanto a hora ? Abraço !

    • Cara, eu só sei o ponto de vista de jogador. Aqui existem várias ligas, muitas delas jogam em campos de society particulares. Não existe o costume de juntar a galera e alugar a quadra, existe de se inscrever nas ligas. E são os gestores das ligas que alugam as quadras. Por esse motivo, eu não faço ideia de quanto cobrar, nem faixa de preço de terreno (isso certamente varia de lugar pra lugar, já que flutua de acordo com o mercado imobiliário).

      Em geral, cada jogador paga, na média US$ 70 pra jogar uma temporada de 2 meses, em uma liga com 5 times de 15 jogadores. Tudo em média. Isso dá aos organizadores algo em torno de US$ 5500 pra 2 meses, com jogos uma vez por semana.

      Se eles encontrarem jogadores para todos os dias da semana, isso multiplica pelos dias com jogos.

      É comum eles alugarem campos society (que aqui eles chamam de turf) de escolas particulares.

  • Regis Braga

    Matheus, estou indo morar um ano nos EUA para estudar e estarei levando meus filhos de 12 e 15 anos, eles jogam muito futebol e não querem parar de jogar enquanto estiverem ai, como ainda não definimos o local para morar, que locais hoje nos EUA possuem as melhores escolas de futebol para essas idades ?

    Obrigado

Send this to friend